Se você deseja fazer uma pergunta sobre regulamentos ou sobre

a parte técnica do jogo envie sua pergunta via email para abjd@abjd.com.br.


Pergunta de Paulo Freitas:

Na partida de 100 casas entre Klayton e Mateus

Veja o vídeo.

como foi mostrado no vídeo, houve 2 irregularidades.

O Mateus pediu empate no tempo do Klayton, que mais tarde pegou a dama e a largou e jogou outra peça.

O vídeo diz que eles poderiam ser punidos com 2 minutos.

O jogador pode ser punido na primeira imrregularidade ou tem que haver uma reincidência?

Estes 2 minutos é só para o jogo pensado ou é dado o mesmo tempo para o jogo rápido?

Resposta:


O CODEX contém todas as informações necessárias para a aplicação das regras de jogo e competição. 

O Klayton cometeu uma irregularidade e o Mateus, outra.

Porém, se eles não chamarem o árbitro para solicitar a punição ao adversário, o árbitro é terminantemente proibido de intervir na partida para aplicar a punição.

Irregularidades simples como estas, a punição é automática: voltam-se 2 minutos no relógio do reclamante (se ele tiver razão na reclamação).

Esses 2 minutos são aplicáveis tanto no jogo pensado como no rápido.


Pergunta de Alvacir Augusto Ferreira:

Na disputa de uma partida oficial, consigo atingir a casa de coroação, mas não  cubro minha peça coroada com outra peça e aciono o relógio.

Meu adversário faz seu próximo lance e aciona também o relógio, sendo agora minha vez de efetuar o lance,

Pego uma das peças para coroar minha dama. Faço a coroação e movo outra peça.

Meu adversário tem o direito de exigir que eu faça o meu movimento com a dama?

Resposta :

A dama deve ser coroada no lance da coroação.

Para coroá-la no lance seguinte é necessário avisar o adversário que ela está sendo coroada.

Se o adversário não for avisado que aquele movimento é apenas para coroar a dama, o adversário tem o direito de exigir que a dama seja movimentada, pois "peça tocada é peça jogada !"


Pergunta de Rideu Santos:

Muitos jogadores colocam a peça na casa de coroação e apertam o relógio, mas eles não colocam a peça em cima da outra simbolizando que a mesma é uma dama. Isso acontece muito quando o jogador está apurado no tempo e aí ele faz vários lances sem a peça ter sido coroada.

Em outros casos a pessoa coroa, aperta o relógio e quando é a vez do adversário ela quer pegar a peça e coroar a sua dama e isso, muitas vezes, atrapalha a visão do adversário.

E quando se trata de catimba isso é muito comum, pois quando um jogador vai dar o lance, seu adversário vai lá para pegar a peça e colocar a outra em cima!

Ele pode ser advertido ??

Resposta :

Nas inúmeras situações que envolvem a coroação, como em qualquer outra situação durante a partida, que um jogador venha a ter determinada atitude que perturbe o adversário, cabe uma advertência ... desde que, e somente desde que, o adversário solicite a presença do árbitro e informe que está se sentindo prejudicado pela atitude do seu oponente.

Não é função do árbitro tomar a iniciativa de advertir o jogador que está cometendo aquela falta.

Isso é que é muito importante no jogo de damas:

Todo jogador pode solicitar que o árbitro dê uma advertência ao adversário, não é função do árbitro tomar a iniciativa de advertir um jogador.

Em raros casos, o árbitro pode tomar essa iniciativa.


Pergunta de Erisvaldo Carlos Pereira:

Quem deve coroar a pedra que é promovida à dama ?

Resposta :

O próprio jogador que faz a dama é que tem que coroar.

O adversário não tem obrigação de coroar, mas tem a obrigação de deixar suas peças em local de fácil acesso para serem pegas.

Jogadores mais experientes já desenvolveram a cultura de ficar com uma peça na mão no momento de fazer a dama, pois assim eles já coroam a peça que foi promovida.

No vídeo do Circuito Nacional realizado em Santo Amaro em 24/01/2009 na partida Humberto X Artur  aconteceram 3 coroações. Observe que o próprio jogador corou sua dama. Veja o vídeo aqui

.

Pergunta de Jorge Nascimento França,

de São Gonçalo, Rio de Janeiro, para Augusto Amilcar Mariano Carvalho:

Augusto, Existe um método de analisar ou estudar com eficiência as partidas da tablita, principalmente em sua abertura?

Como você analisa as partidas jogadas pela tablita ?

No meio de jogo das partidas jogadas pela tablita devemos buscar os modelos de domínio do centro e cerco do centro já conhecidos?

Resposta de Augusto Carvalho:

Para aumentar os conhecimentos de aberturas é imprescindível aperfeiçoar o nível de jogo; seu estudo está relacionado com a assimilação dos elementos táticos e estratégicos do meio jogo, fase estritamente ligada com a mobilização das forças combativas.

O modo de trabalhar a teoria de aberturas depende diretamente do caráter do damista.

É provável que não se possa estabelecer uma norma geral, porém, é necessário anotar todas as partidas jogadas e logo em seguida analisá-las em casa; esta é uma norma para todos.

Outro conselho importante é a criação de variantes próprias.

Isto desperta o gosto pela teoria das aberturas e faz ver que muito além do que aparentemente se conhece existem enormes reservas para analisar.

A teoria da abertura, considerando lances normais ou tablita, é o fruto do trabalho de muitas gerações de destacados damistas e está baseada fundamentalmente no estudo simultâneo das 3 etapas da partida: abertura, meio-jogo e final

Quem deseja atingir um elevado nível técnico no jogo de damas deverá, necessariamente, assimilar uma boa técnica para o tratamento dos finais.

Primeiro ele tem começar pelo final de 2 por 2 e seguir com 3 x 3, 4 x 4, 5 x 5, 6 x 6.

Todos os tipos de finais, até com dama, mas tem que ter uma metodologia de esttudo.

Pode ser uma ou duas horas diárias e reservar um dia para revisão.

 Faz-se esta metodologia de estudo por um período e depois a mesma coisa com meio-jogo. E depois a mesma coisa com Aberturas.

É preciso paciência e dedicação para se tornar um jogador de primeira qualidade.

Este é um método que funciona, mas também é cansativo.

Muitos jogadores começam a jogar e estudar damas pelas aberturas e depois esquecem de estudar final e meio de jogo.

Aquele jogador que acredita que tem começar a estudar o jogo de damas pelas aberturas, eu aconseho que ele, então, inicie o estudo das aberturas Russa e Australiana, que, para mim, formam o Coração de um tabuleiro de damas. Com elas aprendemos a atacar e a se defender, a dominar o centro e a envolver o centro.

O meio-jogo é a parte mais fundamental do jogo de damas.

Tanto faz uma abertura iniciar-se pela tablita ou pelos lances convencionais, pois é no meio-jogo que a grande batalha vai acontecer. E tanto faz como se inicia uma partida, as posições e idéias de meio-jogo são similares.




Home
 Home Page
 regras oficiais
 tablita
 sistema shcuring
 suico
 rating
 regulamentos
 perguntas
 material
 normas
 arbitros
 terminologia
 historia
 English Rules
 cadastro
 acessoaorating