Tablita oficial da Confederação Brasileira

para eventos de alto nível técnico.

Veja a tablita tualizada em www.topdam.com.br



As posições da Tablita sofrem alterações com o passar do tempo.

Quando um damista, de qualquer lugar do mundo, identificar que uma posição, por um motivo definido, não merece estar na lista de posições da Tablita,  e nossa Comissão Técnica analisar e confirmar este fato, essa posição será retirada da lista de lances.


Não se sabe exatamente onde a Tablita foi criada.

Por volta de 1930 a American Checkers Society, nos Estados Unidos, passou a utilizar-se da Tablita em suas competições de Checkers, que é jogado em um tabuleiro de 8 x 8, onde as peças não capturam para trás e a dama anda de casa em casa.

Devido à limitação desse jogo por não capturar para trás e a dama andar de casa em casa e os inúmeros empates nas aberturas tradicionais, os americanos resolveram adotar a Tablita para obrigar os jogadores de alto nível a jogar linhas diferentes das tradicionais e dificultar ainda mais o jogo.

Após o término da Segunda Grande Guerra, por volta de 1950, os italianos adotaram a Tablita em todos os campeonatos italianos. Desde essa época é que na Itália se utiliza a Tablita, pelo mesmo motivo dos americanos: excesso de empates nas linhas tradicionais, já que o jogo italiano também não captura para trás e a dama também anda de casa em casa.

A ideia de que a Tablita foi criada na ex-União Soviética é erronêa. Os damistas do leste europeu estavam sofrendo os mesmos problemas dos norte-americanos e dos italianos: excesso de empates nas linhas tradicionais !! As competições estavam perdendo o interesse, pois a quantidade de empates na final do campeonato da ex-União Soviética já estava em mais de 90% !!

Assim, por volta de 1978 a Federação de Damas da ex-União Soviética solicitou que o Grande Mestre Internacional Abatsiev organizasse um sistema de tablita para ser introduzido nos campeonatos de alto nível em todos os países do leste europeu.

Por volta do ano 2000 a Federação Mundial passou a adotar a Tablita para os campeonatos mundiais.

O objetivo da Tablita é criar novas linhas de aberturas no jogo de damas, explorando novos universos, obrigando o jogador a demonstrar que ele entende o jogo e que não é apenas um decorador de linhas teóricas estampadas em livros.

A idéia da Tablita está se expandindo no meio damístico e enxadrístico. A própria FIDE, Federação Mundial de Xadrez, já está realizando estudos para a implantação também de uma Tablita para o xadrez, devido ao elevado número de empates em competições de grandes mestres.

A Confederação Brasileira de Jogo de Damas adotou como oficial o uso da Tablita nos Campeonatos Brasileiros, pois o nível técnico dos participantes é muito alto e praticamente impossível que jogadores desse nível percam partidas quando eles podem escolher uma abertura que é totalmente decorada.

O universo do jogo de damas é extremamente gigantesco e a Tablita é o caminho para esse universo ser explorado, buscando novas linhas de análise e conceitos até então desconhecidos.

A Tablita deu nova vida às competições de alto nível e, com certeza, ajudará muito a engrandecer o nível técnico do damista brasileiro.

A Tablita consiste em um sorteio para definir qual será o início da partida.

Vamos entender como é este sorteio.

Vamos admitir que seja sorteada a3-a5 f6-g5. O árbitro, retirará a peça branca de a3 e a colocará em a5 e retirará a peça preta de f6 e a colocará em g5. E aí o jogador das brancas dará início ao jogo.

Sempre as brancas iniciam o jogo, independentemente do sorteio.

É apenas uma simples mudança na posição original do jogo, para que os jogadores não possam aplicar linhas decoradas. Os jogadores estarão obrigados a realmente entender o que é o jogo de damas.









Home
 Home Page
 regras oficiais
 tablita
 sistema shcuring
 suico
 rating
 regulamentos
 perguntas
 material
 normas
 arbitros
 terminologia
 historia
 English Rules
 cadastro
 acessoaorating